As Obras Sociais Francisco Thiesen são sucessoras do Posto de Assistência de mesmo nome, fundando em 05 de Maio de 1994. O posto foi iniciado por um grupo de seis voluntários espíritas, formado por jovens acadêmicos unidos em torno de um programa de prevenção à marginalização da criança e de adolescentes.
Dando continuidade às atividades na região, em 1996, as Obras Sociais Francisco Thiesen foram organizadas como uma Organização Não Governamental (Ong). Na época era utilizado um prédio alugado no bairro Jardim das Hortênsias I.
O terreno para a obra foi cedido em 1999 pela Prefeitura Municipal de Campo Grande.
Desde 1997 a instituição mantém o Projeto Luizinho. Iniciado com atendimento a 68 crianças, o projeto atende atualmente 211 crianças e jovens de 7 a 15 anos.
Após concluído, o complexo educacional Educandário Espírita Blaise Pascal atenderá mil e oitocentas crianças e jovens em tempo integral, em uma área de 7. 200 m². A prioridade será a educação e o trabalho como pontos de soerguimento do indivíduo para a vivência digna dentro da sociedade, tendo a família como foco central de atenção.

O projeto final prevê, além da Educação Infantil, já implantada e do Ensino Fundamental, em funcionamento até o 4º ano, a implantação do Ensino Médio e de cursos profissionalizantes, incluindo 12 oficinas de qualificação profissional dentro dos conceitos atuais de educação integral.

Para tanto, as Obras Sociais irão manter e ampliar ações já desenvolvidas como o Projeto Luizinho e o Programa Mãe Zeferina, além de outras que promovam o enfrentamento à pobreza e assegurem às famílias envolvidas acesso às demais políticas sociais básicas.